quarta-feira, janeiro 05, 2005

Balanço do ano

Associação Repórteres Sem Fronteiras avança com os números negros de 2004:

1. pelo menos 53 jornalistas morreram no terreno de reportagem;
2. pelo menos 907 foram presos;
3. 1.146 foram atacados ou ameaçados;
4. e pelo menos 622 órgãos de comunicação sofreram algum tipo de censura.

Os ataques terroristas e da guerrilha iraquiana (o Iraque é, de resto, o país mais perigoso para os jornalistas) foram os principais responsáveis pelos números, que aumentaram relativamente a 2003.